sábado, 9 de novembro de 2013

2

Petição (assinem): Lei de Proteção à Mãe que amamenta, em qualquer hora e lugar! (E a importância da amamentação)

Esses dias andou rolando umas reportagens na internet (não lembro o site), que dizia que em um Shopping aqui do Rio, era PROIBIDO amamentar em público.. Não sei dizer qual, mas vocês já podem imaginar como me indignei né?!

A mãe que for "pega" amamentando, vai ser chamada a atenção. Pode uma coisa dessas? Essas coisas não acontecem comigo, se eu fosse nessa bosta de shopping, fazia questão de amamentar o Guga e se falassem alguma coisa, ainda processava por constrangimento.

Enfim, esses dias "saiu" na internet uma petição pra que seja criada uma Lei de Proteção à mãe que amamenta, e claro que eu já assinei e vim deixar o link pra vocês assinarem, porque pelo jeito os idiotas que criaram essa "regra" para o shopping, são filhos de chocadeira né.
Cliquem nesse link, e assinem.

Vou ressaltar a importância de amamentar:


O leite materno é considerado o alimento mais completo para o bebê. Nele estão contidos todas as proteínas, vitaminas, gorduras, água e outras necessárias para o seu completo e correto desenvolvimento. Este contém ainda substâncias tais como anticorpos e glóbulos brancos, essências para proteger o bebê contra doenças.

A amamentação também contribui para o desenvolvimento emocional do bebê, pois promove uma forte ligação emocional com a mãe, transmitindo-lhe segurança e carinho, de modo a facilitar, mais tarde, o seu relacionamento interpessoal e, ainda, contribui para o desenvolvimento psicomotor do bebê. O próprio ato de mamar promove uma melhor flexibilidade na articulação das estruturas que participam na fala e estimula também o padrão respiratório nasal do bebê.

Além do mais, o leite materno tem a vantagem de ser facilmente digerido, muito prático pois está sempre pronto, e econômico, pois não necessita de ter esterilizador, mamadeiras ou leite em pó!

Para a mãe também traz muitas vantagens tais como uma maior segurança; queima calorias de modo a ser mais fácil voltar ao seu peso normal; o útero regressa mais rapidamente ao seu tamanho normal; protege-a da osteoporose, do cancro da mama e do ovário.

Fonte: Bebê atual.

Ou seja, a amamentação só traz coisas boas, tanto para a mãe quanto para o bebê. Além do que o Ministério da Saúde afirma que o aleitamento materno é indicado para crianças até 2 anos ou mais (exclusivamente até aos 6 meses).

Então é isso mãezinhas, não esqueçam de assinar a petição (aqui está o link de novo), vamos fazer valer nossos direitos!

Beijinhos e até a próxima.

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

0

Carta de um bebê para um pai ausente

"Embora eu exista, você finge não me ver. Não é do seu nome que eu preciso, e sim de você!
Embora eu exista, você insiste em não me aceitar; você não me inclui em seus planos…
Até hoje, apenas e tão somente, por nenhuma vez você me beijou e me acariciou, num gesto de amor.
Você não fica comigo, não quer ser meu herói, mas insiste em ser meu bandido…
Embora eu exista, não posso compartilhar do seu dia-à-dia, da sua atenção… Você está ausente!
Não estou em suas metas, sonhos, planos e prioridades, e pelo visto nunca vou estar!
Não compartilho do amor que você nutre por quem você realmente ama… Aliás são pessoas que não sabem que eu existo, mas se soubessem também não seria diferente, com certeza.
Você me ignora, insiste em não me ver, mas eu existo pela força divina do amor ou do acaso!
Embora eu exista, você foi incapaz de me amar.
Você não me vê, não me aceita, não tem planos para mim, não me deixa ser tão importante para você quanto você é pra mim, mas ainda assim, um dia ainda vou sentir sua falta!
Embora eu exista, e você até hoje não tenha demonstrado amor por mim , eu ainda penso que se me desse uma chance iria mudar esse pensamento.
Apesar de não me deixar fazer parte da sua rotina; apesar de você não me deixar fazer parte da sua vida, não podendo estar incluído nos seus sonhos, metas e prioridades; Apesar de não conseguir ter o seu amor para mim dedicado; Apesar de você me ignorar, sendo incapaz de me amar…
…Eu existo, sabe Papai, eu existo!!! E sou capaz de amá-lo um dia, mesmo em sua ausência permanente.
Só não vai adiantar depois querer que as feridas que você me causou e cultivou as dores em mim, sejam curadas e esquecidas. Porque apesar de pequeno, dentro do meu peito bate um coração que tem sentimentos e sofre por ser rejeitado por alguém que antes de nascer eu já amava, e pensava que seria para sempre o meu herói e guardião."
Autor Desconhecido.

Nascimento do Príncipe